Aperte o PLAY e ouça a Rádio Antena Love

Dois homens so presos suspeitos de envolvimento no transporte de cigarro contrabandeado, em Maring


Prises ocorreram nesta quarta-feira (13) durante ao conjunta da Polcia Federal, Polcia Civil e Polcia Militar, no mbito da Operao Hrus. Dois homens so presos suspeitos de envolvimento no transporte de cigarro contrabandeado, em Maring Divulgao/PF Dois homens foram presos suspeitos de envolvimento no transporte de cigarro contrabandeado, em Maring, no norte do Paran, nesta quarta-feira (13). As prises ocorreram durante uma ao conjunta da Polcia Federal, Polcia Civil e Polcia Militar, no mbito da Operao Hrus de represso aos crimes de contrabando e trfico de drogas. De acordo com a PF, durante a ao as equipes perceberam que um caminho era acompanhado de um veculo de passeio. Aps acompanhamento ttico, os policiais abordaram o caminho e descobriram que acima de um fundo falso, instalado para despistar a fiscalizao, estavam cerca de 300 caixas de cigarros estrangeiros. O motorista do veculo de passeio atuava como batedor, segundo a polcia. A PF informou que os dois homens respondero pela prtica do crime de contrabando. VDEOS: mais assistidos do g1 PR Veja mais notcias da regio no g1 Norte e Noroeste.

Leia Mais

Interligaes de redes podem interromper abastecimento de gua em bairro de Cascavel


Segundo a Sanepar, trabalhos na regio do Loteamento Veredas ocorrero na quinta-feira (14), das 13h s 17h. Abastecimento deve voltar normalidade a partir das 19h. Abastecimento deve voltar normalidade na noite de quinta-feira, em Cascavel Reproduo/RPC Interligaes de redes podem interromper o abastecimento de gua na regio do Loteamento Veredas, em Cascavel, no oeste do Paran, na quinta-feira (14), conforme a Companhia de Saneamento do Paran (Sanepar). Segundo a companhia, os servios de melhorias no sistema de distribuio de gua ocorrer das 13h s 17h. A previso que o abastecimento volte normalidade a partir das 19h, de forma gradativa. A orientao evitar desperdcios. Ficaro sem gua durante este perodo, conforme a Sanepar, os clientes que no tm caixa-dgua no imvel, com pelo menos 500 litros. Os trabalhos podem ser cancelados em caso de mau tempo, impossibilidade de execuo com segurana, fatores externos, problemas operacionais ou fora maior, segundo a Sanepar. VDEOS: Mais assistidos do g1 PR Veja mais notcias da regio no g1 Oeste e Sudoeste.

Leia Mais

Aumento do preo dos alimentos impacta no nmero de doaes recebidas, diz Cufa


Segundo o presidente da Central nica de Favelas no Paran, reduo de donativos fez diminuir nmero de centros de arrecadao, que atendem moradores que dependem da ajuda. Veja como ajudar. Instituio j chegou a ter 13 centros de arrecadao de doaes em Curitiba, mas por conta da queda no nmero de doaes, hoje s existe um em funcionamento. Reproduo/RPC O aumento dos preos dos alimentos intensificou o nmero de moradores de comunidades que no possuem dinheiro para comprar comida, segundo Jos Campos Jardim, presidente da Central nica de Favelas do Paran (Cufa). Ele conta que os moradores das comunidades assistidas pela entidade dependem do recebimento de donativos, mas a alta nos alimentos levou a reduo do nmero de doaes que chegam nas favelas. Faz uns 90 dias que a gente tem observado essa queda drstica, que foi causada por diversos fatores. O principal a extenso da pandemia e a questo do aumento dos alimentos que compem a cesta bsica, afirma Campos Jardim. De acordo com o Departamento Intersindical de Estatstica e Estudos Socioeconmicos (Dieese), o custo da cesta bsica, em Curitiba, chegou a R$ 610,85 em setembro. No mesmo perodo, em 2020, o valor da cesta bsica era de R$ 524,25. A diferena representa um aumento de 16,25%. Ao mesmo tempo, uma pesquisa realizada em maro pela Central nica de Favelas (Cufa) identificou que o desemprego causado pela pandemia do coronavrus agravou a fome nas comunidades. Das 2.087 pessoas de 76 favelas do pas, cerca de 68% responderam no tinham dinheiro para comprar comida. Em Curitiba, a Cufa assiste 70 favelas. Reproduo/RPC Na capital paranaense a Cufa atende 70 favelas. E, somando a regio metropolitana, so pelo menos 3 mil famlias que dependem das doaes de alimentos. Jos Campos Jardim conta que a instituio j chegou a ter 13 centros de arrecadao de doaes em Curitiba, locais nos quais os donativos eram alocados antes de serem distribudos. Mas por conta da queda no nmero de doaes, hoje s existe um centro em funcionamento. Incertezas Fabiane Zanirato depende da reciclagem para dar sustento para as trs filhas. Ela conta que com o desemprego, a procura pela reciclagem aumentou e, consequentemente, os valores pagos pelo servio diminuram. J cheguei a tirar por ms 600 reais com a reciclagem. Agora que diminuiu tiro uns 300 reais no mximo. No d para nada, lamenta. Fabiana me solo de trs crianas e depende das doaes da Cufa. Reproduo/RPC Fabiane um das mes solos que so atendida pela Cufa Paran. A queda no nmero de doaes afetou diretamente a organizao familiar. Antes a gente recebia a cada 15 dias, agora t mais difcil, s vezes demora dois ou trs meses para conseguir alguma coisa. complicado, cada dia uma incerteza diferente, afirma Fabiane. Com a escassez dos alimentos, Fabiana j v at as crianas reagindo de forma diferente. Vrias vezes elas falam falam ai me, vou diminuir hoje para deixar amanh. D um aperto no corao da gente, n?, conta. Como doar Aqueles que tem interesse em doar para a Central nica de Favelas devem entrar em contato por meio do telefone (41) 99204-6623 ou do e-mail contato.cufaparana@gmail.com. A entidade aceita doaes de alimentos, fraldas, produtos de higiene, absorventes, roupas e brinquedos. A Cufa Paran atende cerca de 221 mil pessoas por ms em mais de 500 comunidades de 25 municpios do estado. VDEOS: mais assistidos do g1 PR nos ltimos 7 dias Veja mais notcias do estado no g1 Paran.

Leia Mais

Tornozeleira eletrnica abandonada em lixeira de Londrina


Equipamento foi recolhido pela PM na Avenida Tiradentes. Usurio da tornozeleira ainda no foi identificado. Tornozeleira abandonada em lixeira em Londrina Uma tornozeleira eletrnica foi abandonada em cima de uma lixeira em Londrina, no norte do Paran. O equipamento foi encontrado na Avenida Tiradentes e recolhido pela Polcia Militar (PM). At a publicao desta reportagem, o usurio da tornozeleira no havia sido identificado. Apesar de recolhida pela PM, os equipamentos so controlados por uma central da Secretaria de Estado de Segurana Pblica (Sesp). O servio, inclusive, agora deve fazer a identificao do dono do suspeito. Ele considerado foragido aps ter rompido a tornozeleira. Tornozeleira foi recolhida pela PM Reproduo/RPC Veja mais notcias da regio em g1 Norte e Noroeste.

Leia Mais

Cmera de segurana registra carro derrubando ciclista em avenida de Palotina; VDEO


Jovem teve escoriaes e abriu um boletim de ocorrncia. Motorista no parou para prestar socorro. Cmara de segurana flagra atropelamento de ciclista no centro de Palotina Uma cmera de segurana registrou o momento em que uma ciclista cai no cho aps ser derrubada por um carro, em Palotina, no oeste do Paran. O caso aconteceu no domingo (10), na Avenida Presidente Kennedy. As imagens mostram trs ciclistas pedalando pelo lado direito da avenida quando um carro passa prximo ao grupo e atinge a jovem. Imagem mostra momento em que carro bate em ciclista, em Palotina Reproduo Um dos ciclistas, namorado da vtima, para para ajud-la, mas o motorista deixa o local sem prestar socorro. A vtima informou que sofreu escoriaes e precisou ir ao hospital nesta tera-feira (12) para fazer exames no pescoo e na cabea. O casal registrou um boletim de ocorrncia, mas a Polcia Civil no informou se est investigando o caso. O Cdigo Brasileiro de Trnsito determina que, em uma ultrapassagem, carros, motos e caminhes mantenham uma distncia mnima de um metro e meio do ciclista que estiver na mesma via. No respeitar esta regra pode implicar em multa de R$ 130 e quatro pontos da Carteira Nacional de Habilitao. Alm disso, no parar para socorrer uma vtima crime de trnsito. VDEOS: Mais assistidos do g1 PR Veja mais notcias da regio do g1 Paran

Leia Mais

Nojo deles e da situao, diz jovem que teve parte ntima tocada por homem, no Lago de Cascavel


Segundo a polcia, suspeito confessou ter passado a mo na bunda da vtima e foi preso por importunao sexual. Moradoras pedem mais fiscalizao no local por se sentirem inseguras. Homem preso suspeito de importunar sexualmente jovem no Lago Municipal de Cascavel Vitria Alves da Silva, de 19 anos, foi vtima de importunao sexual, na segunda-feira (11), na pista do Lago Municipal de Cascavel, no oeste do Paran. A estudante de direito denunciou o crime, e o suspeito foi preso. Segundo a vtima, um homem bateu na bunda dela enquanto caminhava sozinha no local. Ele estava acompanhado do irmo, um adolescente de 15 anos. Eu estou com um pouco de nojo deles e da situao. Eu acho que ningum deve passar por isso, principalmente ns, mulheres, que j sofremos bastante. Foi uma situao bem chata. Foi algo que para mim, por dentro eu no estou bem, no estou legal, disse. Vitria Alves da Silva, de 19 anos, foi vtima de importunao sexual, em Cascavel Giovan Valiati/RPC Cascavel De acordo com a Polcia Civil, o suspeito surdo e, por isso, a irm dele o acompanhou durante o depoimento. O homem confessou que passou a mo no corpo da vtima. O adolescente que estava com ele foi apreendido pela Guarda Municipal, mas foi liberado na sequncia. Segundo o pai da vtima, Flvio Alves, a expectativa que o suspeito no importune mais ningum aps esse ocorrido. A melhor justia que seja feita que eles aprendam e no voltem a fazer isso. Eu acredito que eles vo pensar duas vezes. Eu fiquei sabendo que normal isso acontecer l [no Lago Municipal]. Ento fica o aviso, normal, mas nem sempre todo mundo fica calado. A Polcia Civil no informou o nome do suspeito e disse que ele est preso disposio da Justia. O caso investigado. Denuncie, gente. No deixe isso passar, porque a gente no pode deixar essas pessoas impunes do que fizeram, tm que responder pelo que fizeram. Isso muito errado, destacou Vitria. Segurana Lago Municipal de Cascavel Reproduo/RPC Vitria sofreu importunao sexual em um dos cartes postais de Cascavel, durante a tarde. A Prefeitura de Cascavel disse que mantm equipes fazendo rondas em toda a extenso do lago e que em casos de abuso ou outra situao que infrinja a lei, a Guarda Municipal deve ser acionada. Quem passou primeiro e deu um tapa na minha bunda, que, inclusive, machucou e foi forte, foi o rapaz de camiseta salmo. Nisso, eu liguei para a polcia na hora. A moa me orientou a chamar um guarda, mas falou que estava enviando [uma equipe]. Eu achei o Guarda Municipal, eu estava chorando, porque uma situao que ningum gostaria de passar, e ele graas a Deus estava de moto e conseguiu alcanar os dois, contou Vitria. Quem frequenta o Lago Municipal reclama da falta de segurana. So quase cinco quilmetros de pista, parte dela coberta completamente pela vegetao. A moradora Ftima Silveira disse que s teve coragem de ir caminhar porque a filha a acompanhou. A gente se sente um pouco insegura, principalmente, de vir andar sozinha. Geralmente a gente vem com outras pessoas porque est complicado aqui. Se algum te atacar, voc no tem para onde correr. complicado, o guarda no passa sempre. Aqui um lugar onde a gente anda mais, ento devia ter mais ateno aqui, teria que ser mais fiscalizados pelos guardas. Como denunciar? O Paran possui uma srie de canais de denncia para registro da violncia contra mulher. Eles atendem os mais variados tipos de crimes e tambm oferecem acompanhamento especializado para cada situao. Confira, abaixo, a funo de cada servio e como entrar em contato. Central de Atendimento Mulher 180 A Central de Atendimento Mulher recebe denncias de violncia, orienta mulheres sobre seus direitos e faz o encaminhamento para outros servios quando necessrio. O servio funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana. possvel ter acesso ao atendimento por meio de uma ligao gratuita para o nmero 180, por meio de um e-mail para ligue180@mdh.gov.br, pelo aplicativo Proteja Brasil ou no site da ouvidoria. Patrulha Maria da Penha 153 A Patrulha Maria da Penha protege, monitora e acompanha mulheres que receberam da Justia as medidas protetivas de urgncia. Vtima ou testemunhas de qualquer descumprimento das medidas protetivas podem acionar o servio. A Patrulha Maria da Penha est disponvel nas seguintes cidades e por meio dos seguintes telefones: Arapongas - 153 Araucria - 153 Cascavel - 153 Curitiba - 153 Foz do Iguau - 153 Londrina - 153 Maring - 153 Ponta Grossa - 153 Sarandi - 153 So Jos dos Pinhais - 153 Toledo - 190 Boletins de Ocorrncia Online da Polcia Civil A Polcia Civil do Paran permite o registro Boletins de Ocorrncia on-line para crimes de leso corporal (violncia domstica), ameaa, injria, calnia, difamao e contraveno cometidos contra mulher, nos termos da Lei Maria da Penha, ou seja, no ambiente domstico e familiar. Para registrar a denncia online basta acessar o site. A Polcia Civil refora que para registro do B.O por meio do link preciso ter mais de 18 anos e o caso deve ter ocorrido dentro do Paran. A PCPR orienta que se o crime est acontecendo no momento ou ocorreu h pouco, a vtima deve acionar a Polcia Militar pelo telefone 190 ou comparecer presencialmente a uma Delegacia da Polcia Civil do Paran. Casa da Mulher Brasileira Em Curitiba, a prefeitura oferece o servio da Casa da Mulher Brasileira. No local, mulheres vtimas de violncia encontram servio de acolhimento e apoio psicossocial, com assistentes sociais e psiclogas. O servio tambm oferece programas voltados autonomia econmica das mulheres e brinquedoteca. No mesmo endereo tambm esto localizadas a Delegacia da Mulher, a Defensoria Pblica, o Juizado de Violncia Domstica e Familiar, o Ministrio Pblico, a Patrulha Maria da Penha. O atendimento exclusivo para mulheres residentes de Curitiba, na Avenida Paran, 870, no Cabral. Os telefones para contato so: (41) 3221-2701 e (41) 3221-2710. Delegacia da Mulher As Delegacias de Defesa da Mulher atendem mulheres vtimas de violncia domstica, familiar ou sexual. As delegacias esto presentes em vinte municpios do Paran. Disque Denncia Mulher Mulheres vtimas de violncia virtual podem buscar ajuda do Disque Denncia Mulher por meio do telefone (41) 3210-2531. Os crimes virtuais incluem a divulgao de imagens ntimas em sites e redes sociais sem o consentimento da vtima, a ameaa de divulgao de imagens ntimas para extorso financeira e perseguio online (stalking). O servio oferece orientao de como as vtimas devem proceder, onde devem buscar ajuda e oferta atendimento psicolgico s mulheres vtimas destes crimes. O Disque Denncia Mulher orienta que a vtima de crime virtual deve salvar arquivos, e-mails, capturas de tela ou qualquer outra evidncia para denncia. Centro de Referncia de Atendimento da Mulher CRAM O Centro de Referncia de Atendimento Mulher (Cram) um espao que presta acolhimento e atendimento humanizado s mulheres em situao de violncia. So oferecidos atendimento psicolgico, atendimento social, orientao e encaminhamento jurdico necessrios superao da situao de violncia. Para buscar apoio basta entrar em contato por telefone ou ir presencialmente em uma das unidades. Disque Direitos Humanos - 100 Atende situaes graves de violaes dos direitos humanos que acabaram de ocorrer ou que ainda esto em curso. O servio aciona os rgos competentes a cada situao e busca possibilitar o flagrante. Para entrar em contato basta ligar para o nmero 100. O servio funciona 24 horas por dia, incluindo sbados, domingos e feriados. VDEOS: Mais assistidos do g1 PR Veja mais notcias da regio em g1 Paran

Leia Mais

Covid: Foz do Iguau antecipa 2 dose da vacina para quem tem aplicao prevista at 13 de novembro


Segundo a prefeitura, objetivo garantir que at 15 de outubro 70% da populao tenha recebido as duas doses. Mais de 4 mil pessoas esto atrasadas com a segunda dose. Segunda dose da vacina contra a Covid antecipada, em Foz do Iguau Prefeitura de Foz do Iguau/Divulgao A Secretaria de Sade de Foz do Iguau, no oeste do Paran, ir antecipar a segunda aplicao de quem est com a dose da Astrazeneca programada para ser aplicada at 31 de outubro ou da Pfizer at 13 de novembro. Para antecipar a imunizao, os moradores devem fazer o agendamento pela internet, nesta segunda-feira (11), e buscar pela dose a partir de quarta-feira (13). CORONAVRUS NO PARAN: Veja as principais notcias ACOMPANHE: Mdia mvel de mortes e casos no estado VACINAO NO PARAN: Veja perguntas e respostas Conforme a Secretaria de Sade, a expectativa que mais de 20 mil pessoas sejam vacinadas nesta semana. De acordo com a Prefeitura de Foz do Iguau, aps 70% da populao estar imunizada com as duas doses da vacina contra a Covid-19, o municpio ir suspender as medidas restritivas contra o coronavrus, como o horrio de fechamento e a limitao do nmero de pessoas nos estabelecimentos. A previso de isso ocorra at sexta-feira (15). Segundo o municpio, com essa liberao, a economia da cidade ser beneficiada, pois ser possvel voltar a realizar eventos sem a restrio de pblico. As determinao sero liberadas mediante o cumprimento dos protocolos sanitrios, como uso de mscara e higienizao das mos. Segundo o municpio, atualmente, 63,1% das pessoas com 18 anos ou mais receberam as duas doses ou dose nica da vacina. Mais de 4 mil pessoas esto atrasadas com a segunda dose. Conforme o secretrio de Sade em exerccio, Romildo Mousinho Ferreira, as equipes da Ateno Bsica fazem a busca ativa dos moradores partir do 14 dia de atraso da busca pela segunda dose. Continuamos ligando para essas pessoas e indo at as residncias quando no atendem o telefone. Precisamos desse comprometimento da populao para que possamos baixar as restries e retomar a nossa economia. Temos avanado e podemos avanar ainda mais rpido com a antecipao das doses. VDEOS: Mais assistidos do g1 PR Veja mais notcias da regio no g1 Oeste e Sudoeste.

Leia Mais

Homem preso por arrastar e bater em cachorro em rua de Ivaipor; VDEO


Cachorro da raa pit-bull foi socorrido com vrios ferimentos pelo corpo. Homem est preso pelo crime de maus-tratos nesta segunda-feira (11). Homem arrasta e bate em cachorro em Ivaipor Um homem foi preso aps ser flagrado arrastando um cachorro por cerca de 100 metros pelas ruas de Ivaipor, no norte do Paran. Um vdeo, divulgado pela Polcia Civil, mostra o homem arrastando o cachorro da raa pit-bull pela coleira e o agredindo. Segundo a Polcia Militar (PM), quando os policiais abordaram o homem, ele apresentava sinais de embriaguez e confessou que arrastou o cachorro porque o animal no queria andar. De acordo com a PM, voluntrios de um abrigo de animais do municpio denunciaram o caso quando ficaram sabendo das agresses na tarde de domingo (10). O cachorro foi socorrido com vrios ferimentos, recebeu cuidados veterinrios e est sendo cuidado por um morador. O homem foi preso em flagrante por maus-tratos. Nesta segunda-feira (11), ele continua detido segundo a Polcia Civil. Cachorro estava com vrios ferimentos pelo corpo Polcia Civil/Divulgao Co est sob os cuidados de um morador de Ivaipor Polcia Civil/Divulgao Veja mais notcias da regio no g1 Norte e Noroeste.

Leia Mais

Carro na contramo provoca acidente com uma morte e dois feridos na BR-376, diz PRF


Acidente ocorreu em Mandaguari, no norte do estado, na madrugada desta segunda-feira (11). Polcia afirmou que latas de cervejas foram encontradas no carro que provocou a batida. Motorista na contramo causa acidente grave na BR-376 Um homem morreu aps ser ejetado de um veculo na BR-376, em Mandaguari, no norte do Paran, na madrugada desta segunda-feira (11). No carro estavam o motorista, de 34 anos, e o irmo dele, de 30 anos. De acordo com a Polcia Rodoviria Federal (PRF), o carro transitava na contramo quando bateu de frente com outro carro, que era conduzido por um homem de 31 anos. Com a violncia do impacto, o passageiro do veculo foi lanado para fora e caiu no asfalto. Ele no resistiu aos ferimentos e morreu no local. Os condutores dos veculos sofreram ferimentos graves. Eles foram encaminhados a hospitais da regio de Maring. Ainda de acordo com a polcia, no carro onde estavam os dois irmos foram encontradas latas de cerveja. O caso investigado pela Polcia Civil. Carro foi atingido por outro veculo na contramo na BR-376, em Mandaguari PRF/Divulgao Veja mais notcias da regio no g1 Norte e Noroeste.

Leia Mais

Santurio de Nossa Senhora Aparecida deve receber cerca de 50 mil fiis, em Itaipulndia; veja programao


Celebraes ao p da imagem de 26 metros foram retomadas neste ano, aps reduo das medidas restritivas de combate Covid-19. Santurio em Itaipulndia espera receber cerca de 50 mil fiis at tera (12) O santurio de Nossa Senhora Aparecida, em Itaipulndia, no oeste do Paran, espera receber cerca de 50 mil fiis at tera-feira (12), dia de feriado da padroeira do Brasil. De acordo com a organizao, o local tem recebido a visita dos fiis desde a semana passada, mas a maior concentrao de pblico deve ocorrer no dia de Nossa Senhora Aparecida. Veja a programao abaixo. Diferentemente de 2020, que teve maiores restries por causa da pandemia do novo coronavrus, nesta edio os romeiros voltam a participar das celebraes ao p da imagem da santa. Para receber os fiis, a organizao preparou tendas e banheiros qumicos. Fiis visitam Santurio de Nossa Senhora Aparecida, em Itaipulndia Bruna Kobus/RPC O monumento de Nossa Senhora Aparecida o maior do Brasil, com 26 metros de altura. Ele fica no ponto mais alto do municpio, a 367 metros de altitude. A imagem foi construda voltada para a cidade, com a ideia de abenoar Itaipulndia. Programao Segunda-feira (11) Tero: 19h Missa: 19h30 Tera-feira (12): Solenidade de Nossa Senhora Aparecida 0h: Devoes Marianas/Celebraes 3h: Devoes Marianas/Celebraes 6h: Devoes Marianas/Celebraes 9h: Devoes Marianas/Celebraes 12h: Hora do ngelus 14h: Devoes Marianas/Celebraes 16h: Devoes Marianas/Celebraes Antes da pandemia, o santurio recebeu cerca de 50 mil romeiros em 2019. No ano de 2020, por causa das medidas restritivas, 30 mil fiis passaram pelo local. VDEOS: Mais assistidos do g1 PR Veja mais notcias da regio no g1 Oeste e Sudoeste.

Leia Mais